09:30 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    A Câmara dos Deputados aprovou hoje (21) uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para renovar e tornar permanente o fundo de financiamento à educação básica e ampliar a participação da União.

    Fundamental para a viabilização do ensino público brasileiro, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) corre o risco de se encerrar no final de 2020, caso não seja renovado.

    Atualmente, o fundo financia 63% da educação básica do Brasil, com impostos estaduais, municipais e federais. Uma das propostas da PEC aprovada hoje (21) prevê que a participação federal passe dos atuais 10% para 23% nos próximos anos. 

    ​O texto-base da proposta foi aprovado em dois turnos nesta terça-feira (21). No primeiro, com o placar de 499 votos a sete e, no segundo, foram 492 votos a favor e apenas seis contra.

    Caso o documento seja aprovado também no Senado, a contribuição da União para o Fundeb crescerá gradualmente de 2021 a 2026, até atingir os 23%.

    No ano passado, de acordo com a Agência Câmara de Notícias, o Fundeb distribuiu R$ 156,3 bilhões para a rede pública. E os repasses da União não entram no chamado teto de gastos (Emenda Constitucional 95/16).

    Mais:

    Impasses no Ministério da Educação mostram certo despreparo de Bolsonaro no setor, diz especialista
    Custos da evasão escolar causam perdas de centenas de bilhões de reais ao Brasil
    Movimentos estudantis e políticos da esquerda unem força em prol do Fundeb
    Tags:
    ensino, educação, Congresso Nacional, Câmara dos Deputados, financiamento, PEC, fundo, União, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar