14:18 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)
    103319
    Nos siga no

    O presidente brasileiro Jair Bolsonaro falhou ao gerenciar a crise do novo coronavírus, declarou a ativista Greta Thunberg nesta sexta-feira (5), um dia após um aumento recorde de mortes no país sul-americano.

    "O governo Bolsonaro fracassou definitivamente na luta contra a pandemia do coronavírus, como muitos outros governos também", avaliou a sueca de 17 anos em uma videoconferência com jornalistas.

    Bolsonaro criticou ferozmente as medidas para fechar negócios não essenciais e manter os moradores dentro de casa para retardar a disseminação do novo coronavírus, dizendo que o dano econômico que está sendo feito é pior do que o próprio risco à saúde.

    Na noite de quinta-feira (5), o Ministério da Saúde do Brasil registrou 1.437 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total para mais de 34 mil e ultrapassando a Itália, tornando-se o país com a terceira maior taxa de mortes no mundo.

    Família de vítima de COVID-19 após enterro coletivo, no cemitério Parque Taruma, em Manaus (AM), 26 de maio de 2020
    © REUTERS / Bruno Kelly
    Família de vítima de COVID-19 após enterro coletivo, no cemitério Parque Taruma, em Manaus (AM), 26 de maio de 2020

    Thunberg falou durante o lançamento de uma campanha de financiamento coletivo para comprar suprimentos médicos e fornecer serviços de telemedicina para os residentes na Floresta Amazônica brasileira, onde a falta de serviços de saúde robustos tornou a doença devastadora.

    Governos de todo o mundo, incluindo o Brasil, "falharam em salvar vidas e, por isso, vimos muitas mortes que poderiam ter sido evitadas", acrescentou Thunberg.

    A jovem ativista sueca já brigou com Bolsonaro antes, com o presidente brasileiro chamando-a de "pirralha". Na ocasião, Thunberg respondeu ironicamente mudando sua biografia no Twitter para "Pirralha".

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)

    Mais:

    Presidente da Câmara: Bolsonaro 'desorganiza e gera insegurança'
    Citada por bolsonaristas, Suécia diz que poderia ter feito mais contra coronavírus
    Bolsonaro veta repasse de R$ 8,6 bilhões para combate ao coronavírus
    Tags:
    saúde, pandemia, Jair Bolsonaro, novo coronavírus, COVID-19, Suécia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar