13:36 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    71016
    Nos siga no

    Pesquisa do Datafolha aponta que 72% dos brasileiros discordam da frase do presidente brasileiro Jair Bolsonaro em apoio ao armamento da população.

    Segundo dados colhidos pela pesquisa, 72% dos brasileiros discordam de Bolsonaro, enquanto 24% afirmam que concordam com o presidente. Outros 2% disseram que não concordam nem discordam, e 2% disseram que não sabem responder.

    A frase de Bolsonaro aconteceu no dia 22 de abril deste ano durante reunião ministerial em Brasília, cuja gravação veio a público após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello.

    Na ocasião, o presidente brasileiro afirmou que "quer todo mundo armado" e que tal condição impediria medidas como as do isolamento social, impostas por governadores e prefeitos em meio à pandemia da COVID-19, uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) seguida em diversos países mundo afora.

     O presidente Jair Bolsonaro concede entrevista para a imprensa na entrada do Palácio da Alvorada em Brasília (DF).
    © Folhapress / Cláudio Marques/Futura Press
    O presidente Jair Bolsonaro concede entrevista para a imprensa na entrada do Palácio da Alvorada em Brasília (DF).

    O vídeo da reunião é parte de um inquérito que investiga acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de que o presidente Bolsonaro teria tentado interferir politicamente na Polícia Federal.

    A pesquisa do Datafolha foi divulgada ao final da noite do sábado (30), tendo sido realizada com 2.069 pessoas, via telefone e celular, entre os dias 25 e 26 de maio deste ano. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

    Mais:

    Pesquisa aponta que 67% dos brasileiros rejeitam aproximação de Bolsonaro com o 'Centrão'
    Bolsonaro visita lanchonete em Goiás e causa aglomerações
    Presidente da Câmara: Bolsonaro 'desorganiza e gera insegurança'
    Rejeição ao governo Bolsonaro sobe de 39% para 44% em 15 dias, diz pesquisa
    Tags:
    Supremo Tribunal Federal, COVID-19, Instituto DataFolha, Datafolha, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar