18:17 04 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    293
    Nos siga no

    A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), uma das principais aliadas do presidente Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (25) que a Polícia Federal (PF) estava prestes a deflagar operações contra desvios na área de saúde dos estados.

    A declaração de Zambelli foi dada durante uma entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul.

    "A gente já teve operações da Polícia Federal que estavam na agulha para sair, mas não saíam. E a gente deve ter nos próximos meses o que a gente vai chamar talvez de 'Covidão', ou de, não sei qual é o nome que eles vão dar, mas já tem alguns governadores sendo investigados pela Polícia Federal", afirmou a deputada.

    Nesta terça-feira (26), um dia depois da entrevista, a Polícia Federal cumpriu mandados na residência oficial do governo do Rio de Janeiro. Os alvos da operação são o governador do estado, Wilson Witzel, e a mulher, Helena.

    A ação da PF visa apurar se houve desvio de verbas que deveriam ser usadas no combate à pandemia do coronavírus.

    Zambelli falou também sobre a demissão do ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Segundo a deputada, quando juiz, Moro tinha "predileção" por investigar o PT e protegia judicialmente o PSDB.

    "No período em que o Sergio Moro foi juiz, a única pessoa que ele prendeu fora do PT e que era de grande escala foi o Eduardo Cunha. A gente não teve prisões do Mensalão tucano, [e nem] de vários 'mensaleiros' tucanos que já estavam sem foro privilegiado", disse.

    Ao anunciar a saída do governo, Moro mostrou mensagens que trocou com a deputada Carla Zambelli.

    Na conversa, a deputada tenta convencer o ministro a aceitar a troca no comando da PF e disse que se Moro aceitasse a mudança na PF, ele poderia ser indicado para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Moro respondeu que não estava "à venda".

    Mais:

    PF faz operação para investigar desvio de recursos na compra de respiradores em Fortaleza
    Moro diz que vídeo 'fala por si', critica alianças do governo e lamenta omissão contra corrupção
    JN divulga evidências apresentadas por Moro contra Bolsonaro
    Deputadas do PSL, Joice Hasselmann e Carla Zambelli trocam farpas nas redes sociais
    Caso Rhuan: especialistas criticam PL que coloca 'ideologia de gênero' como agravador de crime
    'Precisamos de projetos assim para evitar que novos casos aconteçam', diz autora do PL Menino Rhuan
    Polícia Federal está no Palácio Laranjeiras para investigações no Rio (VÍDEO)
    Witzel nega participação em crimes e diz que interferência de Bolsonaro está 'oficializada'
    Tags:
    corrupção, Jair Bolsonaro, Polícia Federal, Carla Zambelli, Sergio Moro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar