23:27 07 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando com COVID-19 em meados de abril de 2020 (77)
    342
    Nos siga no

    Os ministros do Supremo Tribunal Federal votaram nesta quarta-feira (15) a favor de que os governos estaduais e municipais possam editar normas próprias para definir isolamento, quarentena e restrição de transporte e trânsito em rodovias.

    Os ministros presentes à sessão realizada por videoconferência julgaram uma ação do Partido Democrático Trabalhista (PDT) contra Medida Provisória (MP) editada pelo presidente Jair Bolsonaro com o objetivo de concentrar no governo federal o poder de editar uma norma geral sobre os temas.

    A MP alterou uma lei de fevereiro, que previa quais ações poderiam ser tomadas durante a crise gerada pela pandemia do coronavírus. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

    Todos os ministros do Supremo entenderam de forma unânime ainda que governadores e prefeitos têm legitimidade para definir quais são as chamadas atividades essenciais.

    O balanço do Ministério da Saúde desta quarta-feira (15) sobre a COVID-19 no Brasil apontou que o país agora soma 1.736 mortes e 28.320 casos confirmados da doença.

    O estado de São Paulo continua sendo o mais afetado pela COVID-19, com 778 mortes e 11.043 casos já confirmados da doença. Rio de Janeiro (3.743 casos e 265 mortes), Ceará (2.157 casos e 116 mortes), Amazonas (1.554 casos e 106 mortes) e Pernambuco (1.584 casos e 143 mortes) completam a lista dos cinco Estados com maiores números.

    Tema:
    Brasil lidando com COVID-19 em meados de abril de 2020 (77)

    Mais:

    'Quem devemos seguir?': divergência entre estados e Bolsonaro confunde população, diz especialista
    Brasil registra 1.736 mortes e 28.320 casos confirmados de COVID-19, diz Ministério da Saúde
    Mandetta rejeita demissão de secretário: 'Entramos juntos e vamos sair do ministério juntos'
    Congresso Nacional não terá condições de votar reformas estruturais em 2020, diz especialista
    Tags:
    estados, quarentena, Supremo Tribunal Federal (STF), COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar