00:28 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)
    450
    Nos siga no

    O estado do Amazonas alertou nesta quinta-feira (9) que seu sistema de saúde foi afetado pelo coronavírus e que não há mais disponibilidade de leitos de terapia intensiva e respiradores mecânicos.

    À medida que o vírus se espalha pelo país a partir de seu epicentro em São Paulo, o Brasil está destacando as enormes discrepâncias nos serviços de saúde.

    Manaus, uma cidade de dois milhões de habitantes no coração da floresta amazônica e capital do Amazonas, foi particularmente atingida, com 800 casos confirmados. O estado como um todo teve 40 mortes em cerca de 900 casos confirmados.

    Manaus é a única cidade do estado com unidades de terapia intensiva (UTI).

    Rosemary Pinto, chefe do sistema estadual de saúde, pediu que as pessoas seguissem ordens de distanciamento social destinadas a encerrar todas as atividades, exceto as essenciais.

    "Ainda há muita gente nas ruas", disse ela em entrevista coletiva, informa a agência de notícias Reuters. 

    A crise levou o governador do estado a substituir seu secretário de saúde na quarta-feira.

    Especialistas em saúde e antropólogos também alertaram para o perigo da pandemia dizimar os 850 mil indígenas do Brasil devido ao sistema imunológico mais fraco e o modelo de vida comunitário destes grupos.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)

    Mais:

    Cientistas brasileiros pedem mais apoio na luta contra o novo coronavírus
    Venezuela recebe 2º lote de testes de coronavírus doados pela Rússia
    'Lobo com pele de cordeiro': como coronavírus consegue enganar nosso corpo?
    Rússia irá enviar ajuda à Bósnia e Herzegovina para combate ao coronavírus
    Coronavírus: medo exacerbado pelo continente africano?
    Tags:
    pandemia, Amazonas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar