21:00 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 271
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (20), o Senado Federal decretou o estado de calamidade pública no Brasil devido à pandemia do novo coronavírus. A aprovação foi feita através da 1ª sessão virtual da história do Senado.

    Após a votação, o decreto entra em vigor assim que for publicado no Diário Oficial da União (DOU). Isso porque um decreto legislativo não precisa passar por sanção presidencial.

    A sessão virtual inédita contou com a participação de 75 dos 81 senadores da República. Dentre os seis que não votaram, três afirmaram que não conseguiram se conectar ao sistema, além do senador Antonio Anastasia (PSD-MG), que não votou pois presidiu a sessão.

    Além destes, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o senador Nelsinho Tras (PSD-MS) não participaram pois estão com a COVID-19.

    Com o decreto de calamidade pública, o governo pode aumentar o gasto público mesmo que descumpra a meta fiscal prevista para o ano, que já prevê um déficit de até R$ 124,1 bilhões no Orçamento da União.

    Mais:

    Deputados consultam TSE por adiamento das eleições municipais no Brasil, diz jornal
    Amapá registra 1º caso do novo coronavírus; Ministério da Saúde ainda não confirma
    Número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil sobe para 8
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, Antonio Anastasia, Davi Alcolumbre, Senado Federal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar