03:24 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    436
    Nos siga no

    Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, sendo alvo de um mandado de prisão preventiva foi preso no Rio Grande do Norte após voltar da Europa.

    A ordem de prisão proveio como parte da Operação Calvário, a qual investiga o suposto desvio de R$ 134,2 milhões da Saúde e Educação da Paraíba.

    A prisão do ex-governador se dá após sua defesa ter pedido um habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça que não surtiu efeito.

    Enquanto isso, Ricardo Coutinho é apontado pelo Ministério Público como chefe de organização criminosa que desviou o dinheiro, noticiou o portal G1.

    O ex-governador foi preso no estado do Rio Grande do Norte após chegar de viagem à Europa ontem (19) à noite.

    Acusação negada

    Por sua vez, o ex-governador da Paraíba nega a acusação, tendo dito que "jamais seria possível um estado ser governado por uma associação criminosa e ter vivenciado os investimentos e avanços nas obras e políticas sociais nunca antes registrados", publicou o portal a fala do político.

    Após a emissão da ordem de prisão preventiva, Ricardo Coutinho poderá ser submetido a uma audiência de custódia ainda hoje (20) na capital paraibana, João Pessoa.

    A audiência de custódia vai decidir se Coutinho responderá em liberdade à acusação ou continuará preso.

    Mais:

    Bolsonaro 'diminuiu importância' de Moro e de combate à corrupção, diz cientista político
    Greenwald diz estar sofrendo ameaças após reportagens sobre Operação Lava Jato
    MPF pede afastamento de presidente da OAB por suposta calúnia contra Moro
    Tags:
    Operação Calvário, Rio Grande do Norte, governador, Paraíba, corrupção
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar