04:49 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    612
    Nos siga no

    Após o presidente Jair Bolsonaro declarar que tinha feito exame para investigar "possível câncer de pele", a Secretaria de Comunicação da Presidência disse por nota que não havia qualquer indicativo da doença. 

    O chefe de Estado foi nesta quarta-feira (11) ao Hospital da Força Aérea, em Brasília. Ao retornar ao Palácio da Alvorada, com um curativo na orelha esquerda, disse que os médicos estavam checando a possibilidade de um câncer de pele. 

    "Tem possível câncer de pele. Fizeram uma checagem em mim. Inclusive, não sou eu que peço, muitas vezes eles que me convocam, e eu vou para lá", disse, segundo publicado pela Folha de S.Paulo. 

    "Eu tenho a pele clara, pesquei muito na minha vida, gosto muito de atividade. Então, a possibilidade de câncer de pele existe", acrescentou. 

    Um pouco antes da declaração, a Secom divulgou nota informando que Bolsonaro tinha se submetido a exames de rotina, mas não mencionou sobre a investigação de um possível câncer de pele. 

    "O presidente Jair Bolsonaro foi ao Hospital da Força Aérea Brasileira (HFAB), nesta tarde, para consulta de rotina já programada, com a realização de exames também de rotina. O presidente apresenta boas condições de saúde, sem ressalvas. Agora, o presidente segue para o Alvorada", dizia o texto. 

    Nota da Secom usou caixa alta

    Após a entrevista na entrada do Alvorada, a Secom divulgou nota enfática, dessa vez negando a existência da doença. 

    "O presidente Jair Bolsonaro esteve nesta tarde, em Brasília, no Hospital da Força Aérea Brasileira, onde passou por avaliação médica dermatológica. O presidente apresenta boas condições de saúde, SEM QUALQUER INDICATIVO DE CÂNCER DE PELE [a caixa alta é da própria Secom] e mantém a previsão de agenda para a semana conforme programado", afirmou o comunicado. 

    Durante a campanha, Bolsonaro sofreu uma facada em Juiz de Fora e teve que passar por várias cirurgias. 

    Mais:

    'Irmandade': Fernández faz aceno a Bolsonaro e fala em fortalecer o Mercosul
    Bolsonaro assina decreto que dá título a pequenos agricultores, mas que pode incentivar grilagem
    Joice Hasselmann vira líder e Bolsonaro perde controle do PSL na Câmara
    Tags:
    doença, Palácio da Alvorada, hospital, presidência, câncer, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar