02:07 21 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    250
    Nos siga no

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reúne especialistas a partir desta segunda-feira (25) para testar a urna eletrônica que será usada nas eleições municipais brasileiras do ano que vem.

    Chamado de Teste Público de Segurança (TPS), a medida reúne cinco equipes e três técnicos individuais que têm até esta sexta-feira (29) para tentar burlar o hardware ou o software da urna eletrônica e, de alguma maneira, violar os arquivos e comprometer, por exemplo, o anonimato dos votos.

    As atividades ocorrem em Brasília, na sede da Justiça Eleitoral, onde foi montado um espaço para que os técnicos possam trabalhar.

    ​Essa é a quinta vez que o TSE realiza o TPS, aberto para qualquer especialista interessado em tentar burlar o sistema eletrônico de votação.

    Bolsonaro defendeu voto impresso após crise na Bolívia

    O presidente Jair Bolsonaro disse no início deste mês que instabilidade na Bolívia mostra a necessidade do voto impresso "em nome da democracia e transparência".

    A mensagem foi publicada no Twitter do presidente brasileiro. Morales renunciou após as Forças Armadas pedirem sua saída e semanas de protestos populares.

    Mais:

    TSE anuncia compra de 180 mil urnas eletrônicas para eleições de 2020
    OEA elogia segurança de urnas eletrônicas brasileiras
    Urnas eletrônicas são seguras e não há razão para voto impresso, diz ex-ministro do TSE
    Crise na Bolívia mostra necessidade de voto impresso, diz Bolsonaro
    Tags:
    eleições, TSE, urnas eletrônicas, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar