08:08 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente Jair Bolsonaro, acompanhado dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), entrega ao presidente do senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), um conjunto de propostas para dar maior flexibilidade ao Orçamento, ações para elevar os repasses de recursos a estados e municípios (pacto federativo), além da revisão de cerca de 280 fundos públicos. O ato foi no gabinete da presidência do Senado.

    Bolsonaro entrega ao Congresso pacote de novas reformas econômicas

    © Folhapress / Pedro Ladeira
    Brasil
    URL curta
    550
    Nos siga no

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, entregou pessoalmente ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) nesta terça-feira (5) um pacote com três propostas de emenda à Constituição (PEC) que tratam de reformas econômicas.

    As propostas tratam de mudanças no chamado pacto federativo, em fundos públicos e nas regras das contas públicas.

    O pacote com medidas econômicas foi entregue no gabinete do presidente do Senado e do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). Acompanharam Bolsonaro o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o da Economia, Paulo Guedes.

    Segundo Guedes, a previsão do governo é aumentar em R$ 500 bilhões a verba de estados e municípios nos próximos 15 anos.

    "Na verdade, nós vamos garantir finanças sólidas para a República brasileira. Ao mesmo tempo, estamos descentralizando recursos para estados e municípios de forma a fortalecer a federação brasileira", disse o ministro, citado pelo portal G1.

    O governo vai apresentar outro projeto, que estabelece diretrizes para uma reforma administrativa nesta quarta-feira (6). Um pacote de estímulo à geração de emprego ficou para quinta-feira (7).

    Mais uma vez o presidente preferiu fazer o caminho do Palácio do Planalto ao Senado à pé. Bolsonaro já havia ido ao Congresso pessoalmente, no início do mandato, quando entregou a reforma da Previdência e o projeto com mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

    Mais:

    Senado aprova texto-base da reforma da Previdência em 2º turno
    Guedes diz que Brasil pode crescer só em 2022 e revela 'não' de Bolsonaro à CPMF
    Impostos na mira: Guedes cria grupo para 'aperfeiçoar sistema tributário'
    Tags:
    Davi Alcolumbre, Senado Federal, Senado, pacote de medidas econômicas, medidas econômicas, economia, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar