22:34 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Rodovia Santos Dumont interditada após assalto no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP)

    Mãe e criança são liberados após 2h de sequestro; suspeito de assalto é morto por sniper

    © Folhapress / Denny Cesare/Código 19
    Brasil
    URL curta
    6204
    Nos siga no

    Criminosos que participaram de assalto no Aeroporto de Viracopos nesta manhã mantiveram 3 reféns em uma casa em Campinas (SP).

    De acordo com a Polícia Militar, 12 suspeitos de participar do assalto ficaram cercados em uma casa pela polícia, enquanto os agentes negociavam a liberação dos reféns. A criança e a mãe foram liberados após 2 horas de negociações. Em seguida, um dos criminosos foi morto por um tiro de sniper. 

    "As negociações caminhavam muito bem até que o meliante com a arma na cabeça da refém, que tinha a filha no colo, se aproximou da porta e aumentou a agressividade de forma desconhecida, então o sniper que estava posicionado do outro lado da rua efetuou um disparo, um tiro de comprometimento, e a equipe tática fez a invasão", informou o comandante do Gate, Luiz Augusto, citado pelo G1.

    Durante a fuga, dois suspeitos foram mortos. Além disso, uma metralhadora ponto 50 foi apreendida durante a operação. 

    Na manhã desta quinta-feira (17), uma quadrilha assaltou parte de uma carga da transportadora de valores Brink's no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, deixando dois seguranças feridos após troca de tiros. ​

    Durante a fuga, os assaltantes incendiaram caminhões para dificultar a perseguição policial, mas acabaram interceptados pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal.

    Mais:

    Polícia Federal inicia buscas e cumpre mandados de prisão a envolvidos em ataques no Ceará
    Assalto no Aeroporto de Viracopos deixa 2 feridos e rodovia é fechada
    Assalto em Viracopos: veja VÍDEO do momento do tiroteio no aeroporto
    Tags:
    reféns, incêndio, assalto, São Paulo, Campinas, Aeroporto de Viracopos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar