14:42 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
     O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participa do lançamento da campanha Semana do Brasil, no Palácio do Planalto, em Brasília, no dia 3 de setembro de 2019.

    Bolsonaro acusa Bachelet de ser 'contra o Brasil' e exalta ditador chileno

    Pedro Ladeira/Folhapress
    Brasil
    URL curta
    144021
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (4), o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), atacou a ex-presidente do Chile e atual alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Michelle Bachelet, acusando-a de investir 'contra o Brasil'.

    Mais cedo, Bachelet criticou as políticas do governo Bolsonaro em entrevista coletiva na sede da ONU, em Genebra. O presidente brasileiro usou o Facebook para dizer que alta comissária está "seguindo a linha" do presidente da França, Emmanuel Macron, por se "intrometer nos assuntos internos e na soberania brasileira".

    O presidente brasileiro ainda voltou críticas ao pai de Michelle Bachelet por ter sido contrário à instalação da ditadura do general Augusto Pinochet, que deu um golpe no Chile em 1973. O pai de Bachelet foi torturado durante a ditadura de Pinochet, uma das mais sangrentas do período na América Latina.

    Durante a entrevista de Bachelet, a chilena afirmou que há um "encolhimento do espaço cívico e democrático" dentro do Brasil. Para ela essa situação se evidencia quando constatados ataques contra defensores de direitos humanos no país, entre outros.

    Bachelet publicou recentemente um relatório em que faz duras críticas ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela.

    Mais:

    Supremo do Chile revoga liberdade condicional de militar que torturou pai de Bachelet
    Plano macabro: como ditador Pinochet tentou usar armas químicas na América Latina
    Brasil: 70% são contra indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA
    A 'falsa' luta contra a corrupção que levou Bolsonaro à presidência, segundo The Intercept
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar