19:49 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Floresta Amazônica em Tucuruí, no Pará

    Declaração de Bolsonaro sobre ONGs na Amazônia não possui embasamento técnico, diz especialista

    MÁCIO FERREIRA/ AG. PARÁ/ FotosPúblicas
    Brasil
    URL curta
    10205
    Nos siga no

    O presidente brasileiro Jair Bolsonaro voltou a atacar ONGs ambientais nesta quarta-feira (21).

    Bolsonaro disse que o aumento de incêndios na região da Amazônia, registrado nas últimas semanas, pode ser resultado de uma ação criminosa de Organizações Não Governamentais (ONGs) ambientais.

    Segundo o presidente, a razão para a suposta ação destas ONGs estaria relacionada ao corte de recursos promovidos pela Alemanha e a Noruega após a divulgação das taxas de desmatamento na região.

    "O crime existe e temos que fazer com que esse crime não aumente. Mas nós tiramos dinheiro de ONGs, repasses de fora, dos quais 40% iam para ONGs, não tem mais, acabamos com repasses de órgão públicos para ONGs, de modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro", disse o presidente. "Então, pode estar havendo ação criminosa desses 'ongueiros' para chamar atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que estamos enfrentando”.

    Sérgio Margulis, doutor em Economia do Meio Ambiente e ex-presidente da FEEMA (atual INEA), criticou duramente o presidente e disse que Bolsonaro não apresenta dados para justificar sua acusação.

    "Sem sombra de dúvida é mais uma declaração do presidente que deixa todo mundo de cabelo em pé. São afirmações sem o menor embasamento técnico, absolutamente nenhuma justificativa, nenhuma ciência por trás", disse à Sputnik Brasil.

    Margulis acredita que o objetivo de Bolsonaro é confundir para dar a impressão de que a preservação do meio ambiente não seja algo importante.

    "A gente está começando a perceber que o objetivo é tornar irreal qualquer coisa que esteja acontecendo na Amazônia porque os disparates e mentiras, sem qualquer preocupação com a análise dos fatos e realidade científicas, é para confundir e tornar o assunto uma palhaçada e não um assunto da maior premência possível", comentou.

    De acordo com Sérgio Margulis, as falas de Bolsonaro têm como objetivo ir contra a preservação do meio ambiente.

    "Isso é completamente equivocado, uma estratégia sem sentido que esconde um objetivo outro que é realmente ir contra o bom senso, que é a preocupação do meio ambiente", completou.

    Mais:

    Congelamento de recursos da Alemanha para a Amazônia prejudica acordo Mercosul-UE, diz especialista
    Bolsonaro sugere que ONGs poderiam estar por trás do aumento de queimadas na Amazônia
    'Temos cidades em Rondônia cobertas pela fumaça das queimadas'
    Desmatamento é principal causador de incêndios na Amazônia, diz especialista
    Tags:
    preservação, meio ambiente, ONGs, Amazônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar