02:49 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Navio iraniano Bavand é visto perto do porto de Paranaguá, Brasil, 18 de julho de 2019

    Navios iranianos parados no litoral paranaense são abastecidos após ordem judicial

    © REUTERS / João Andrade
    Brasil
    URL curta
    18402
    Nos siga no

    Os dois navios iranianos que estavam parados desde junho na área do porto de Paranaguá (PR) começaram a ser abastecidos neste sábado (27), informa a administração portuária.

    De acordo com o portal de notícias G1, as embarcações devem seguir viagem de volta ao Irã neste fim de semana.

    A Petrobras começou o abastecimento de um dos navios por volta das 4h de hoje (27) e a segunda embarcação recebeu combustível cerca de uma hora depois.

    De acordo com a empresa que presta serviço para a petroleira estatal brasileira no abastecimento de navios, eles estão alinhando com a agência marítima a programação para o abastecimento.

    O MV Bavand, que chegou a Paranaguá no dia 8 de junho e está carregado com 48 mil toneladas de milho, seguirá para o Porto de Bandar Imam Khomeini, no Irã.

    Já o navio MV Termeh, que aguarda desde 9 de junho pela liberação do combustível, irá para o porto de Imbituba (SC) para embarcar cerca de 60 mil toneladas do grão.

    Posicionamento brasileiro

    A Petrobras havia negado o fornecimento de combustível aos navios iranianos pois, segundo a petroleira, a empresa proprietária das embarcações estava sujeita a restrições dos EUA, e temia ser punida pelas sanções caso prestasse o serviço.

    Contudo, a empresa de petróleo teve que fornecer combustível para os navios após a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de obrigar judicialmente a estatal a abastecer as embarcações.

    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse no domingo (21), que Brasília está alinhada com os EUA na questão das sanções ao Irã, alegando proximidade com a visão do presidente norte-americano, Donald Trump. O posicionamento tem gerado preocupação entre o corpo diplomático e também na ala militar.

    O Brasil exporta cerca de US$ 2 bilhões (R$ 7,5 bilhões) para o Irã por ano, principalmente milho, carne e açúcar, enquanto Teerã compra um terço de todas as exportações de milho brasileiro.

    Mais:

    Irã ameaça boicotar importações do Brasil se navios continuarem parados na costa brasileira
    Toffoli determina que Petrobras forneça combustíveis a navios iranianos ancorados no Paraná
    Brasil pode 'pagar o pato' por alinhar-se aos EUA contra o Irã, diz especialista
    Tags:
    Petrobras, Paranaguá, Irã, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar