20:57 15 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Plenário do Senado inicia o processo de votação para escolha de seu novo presidente. Na foto, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

    Senado aprova decreto legislativo que revoga flexibilização do porte de armas

    Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    331

    Com 47 votos favoráveis e 28 contrários, o plenário do Senado aprovou o projeto de decreto legislativo proposto por Randolfe Rodrigues que anula a flexibilização do porte de armas autorizada pelo presidente Jair Bolsonaro. Os congressistas avaliaram que o texto era inconstitucional e deveria tramitar como projeto de lei e não um decreto.

    A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa já tinha rejeitado na semana passada, o relatório do senador Marcos do Val que defendia a validade do decreto presidencial. Após o resultado, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre denunciou ameaças aos senadores e disponibilizou escolta da Polícia Legislativa.

    Ao fim da votação, Alcolumbre louvou o resultado, considerando-o "uma demonstração de maturidade política e grandeza". Ele disse sentir solidariedade pelos ameaçados “por exercerem o direito de se manifestar”.

    “Como presidente sempre farei a defesa desse Poder. Esta é uma oportunidade onde o Senado mostra a sua grandeza. Onde homens e mulheres enfrentaram um debate que eu não sei se foi feito por robôs ou por pessoas”, disse, citado pela Agência Brasil.

    Mais:

    Bolsonaro assina nova regulamentação sobre uso de armas
    Especialista: liberalização de armas no Brasil deixará legado sombrio para próximas gerações
    Tags:
    armas, decreto, Senado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar