04:16 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Por
    8113
    Nos siga no

    Todo o Brasil está acompanhando o caso entre o camisa 10 da Seleção Brasileira e do PSG, Neymar Jr., e a modelo Najila Trindade, que o acusou de tê-la estuprado e agredido em Paris. Após surgimento de vídeo dos dois no quarto de hotel, a discussão só esquentou no Twitter.

    A modelo Najila Trindade prestou queixa contra o jogador Neymar Jr. no dia 31 de maio em Santo Amaro (SP), alegando ter sido estuprada e agredida pelo craque no dia 15 de maio, em Paris.

    Assim que Neymar soube da acusação, escreveu: "Estou sendo acusado de estupro. É uma palavra forte, mas é o que está acontecendo no momento. Fui pego de surpresa e foi muito ruim; triste escutar isso. Quem me conhece sabe do meu caráter e índole. Sabe que jamais faria uma coisa desse tipo. [...] O que aconteceu foi uma relação entre um homem e uma mulher, algo que acontece entre quatro paredes, algo que acontece com todo casal e, no dia seguinte, não aconteceu nada demais. A gente continuou trocando mensagem."

    Prints da conversa dos dois foram publicados por Neymar, onde dá para ver grande interesse dele em se encontrar com Najila, que acabou viajando para Paris com passagens e hospedagem pagas pelo jogador.

    O que está dividindo águas é um vídeo dos dois no quarto de hotel, que mostra Neymar sendo agredido por Najila e dizendo "não me bate, não" e ela perguntando para ele "você vai me bater?", recebendo resposta do craque: "não, não gosto não." A modelo continua agredindo o jogador depois de Neymar ter pedido licença para sair.

    ​O vídeo está repercutindo tanto que a hashtag #EstupradaDeTaubaté está no primeiro lugar dos assuntos mais comentados no Twitter, com mais de 23 mil tweets no momento da publicação desta matéria.

    Najila estaria estragando "a luta de várias outras mulheres que sofreram abuso", escreve internauta.

    Até mesmo pessoas que não se consideram fãs de Neymar estão se mostrando solidários.

    ​Muita gente não está conseguindo entender a "justificativa" da modelo para agredir Neymar.

    ​A "amiga", que deveria ter ido com Najila para Paris, entrou nos memes ao saber que não ia coisa nenhuma para a Europa.

    ​O surgimento da hashtag com o detalhe "de Taubaté" condiz com a famosa "grávida" que conseguiu enganar todo o Brasil ao dizer estar esperando quadrigêmeos.

    Mais:

    Bolsonaro defende Neymar sobre acusação de estupro: 'acredito nele'
    Neymar que se cuide: PSG teria oferecido megacontrato de €50 milhões a Cristiano Ronaldo
    Guerra de memes na URSAL: o ano em que Neymar, Daciolo e Pabllo se uniram pelo humor
    Tags:
    acusação, vídeo, hashtag, estupro, Twitter, Neymar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar