21:38 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Atirador durante uma sessão de tiros em um clube de armas no Brasil

    Negros são vítimas de 75% dos homicídios no Brasil, aponta Atlas da Violência

    © AP Photo / Leo Correa
    Brasil
    URL curta
    1339
    Nos siga no

    O Brasil registrou 65.602 pessoas assassinadas em 2017, segundo dados do Atlas da Violência. A pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública indica que 75,5% das vítimas de homicídios eram negras. Segundo dados do Censo do IBGE, 50,7% da população brasileira é negra.

    Enquanto a taxa de homicídios a cada 100 mil habiantes negros é de 43,1, a mesma cifra para não negros (brancos, amarelos e indígenas) é de 16,0.

    A média geral para toda a população é de 31,6 homicídios por 100 mil habitantes.

    Ainda de acordo com o levantamento, 72,4% dos homicídios praticados em 2017 foram cometidos com armas de fogo.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera epidêmicas taxas de homicídio superiores a 10 homicídios a cada 100 mil habitantes.

    A pesquisa sobre as cifras de violência foi publica nesta quarta-feira (5) e pode ser conferida no link

    O levantamento ressalta o aumento da violência nas regiões Norte e Nordeste e diz que o conflito entre PCC e Comando Vermelho pelas rotas de tráfico internacionais pode ter contribuído para o aumento dos homicídios. 

    Entre 2007 e 2018, 618 mil pessoas foram assassinadas no Brasil.

    Mais:

    'Risco à segurança de todos': MPF quer barrar decreto de Bolsonaro sobre armas
    Governadores assinam carta contra decreto pró-armas de Bolsonaro
    Novo decreto de armas assinado por Bolsonaro continua inconstitucional, afirma promotor
    Tags:
    Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Atlas da Violência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar