11:25 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Policiais fazem ato em Brasília contra a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro

    Policiais civis fazem ato contra reforma da Previdência em Brasília (FOTOS, VÍDEO)

    © Foto/ SINDPRF/CE - Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Ceará
    Brasil
    URL curta
    8121
    Nos siga no

    Um grande número de policiais civis de várias partes do Brasil tomou o gramado do Congresso Nacional nesta terça-feira, em Brasília, para protestar contra a reforma da Previdência proposta pelo governo.

    Convocados pela União dos Policiais do Brasil (UPB), integrada por inúmeras entidades, cerca de 4 mil manifestantes, de acordo com os organizadores, se reuniram no período da tarde, na Esplanada dos Ministérios, no ato "Pelo Direito do Policial se Aposentar", levando cartazes, bandeiras e até cruzes simbolizando as vidas de colegas perdidas em serviço.  

    ​"​O objetivo é manifestar a insatisfação da categoria policial em relação à proposta da nova Previdência (PEC 06/2019), apresentada pelo governo federal, que desconsidera as particularidades e peculiaridades da atividade de risco desempenhada pelos servidores de segurança pública. Aposentadoria policial não é privilégio. É direito", afirmaram os manifestantes por meio de um comunicado

    De acordo com representantes da categoria, os policiais civis e outros agentes de segurança pública em protesto defendem regras de transição específicas no novo projeto de Previdência e paridade com os militares. 

    "Hoje, o sentimento que nós carregamos é o sentimento de traição. É o sentimento de traição porque nós fomos esquecidos. E fomos esquecidos propositalmente", declarou um dos manifestantes em discurso.

    Mais:

    Polícia Civil do RJ diz não ter dados sobre seu principal órgão de combate às milícias
    O suicídio e a farda: o silencioso sofrimento dos policiais no Brasil (VÍDEO)
    Tags:
    protesto, manifestação, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Jair Bolsonaro, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar