15:30 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ayrton Senna comemora 30ª vitória atingida no Grande Prêmio de Mônaco, 12 de maio de 1990

    25 anos sem Ayrton Senna: piloto brasileiro de Fórmula 1 é relembrado com todo carinho

    © AP Photo / Lionel Cironneau
    Brasil
    URL curta
    Por
    8100
    Nos siga no

    Os domingos com Ayrton Senna eram momento de reunir toda a família para assistir às vitórias do piloto de Fórmula 1. Além de ter sido tricampeão mundial, Senna levou segundo lugar duas vezes para casa, e foi na pista que ele se despediu do mundo.

    Há exatos 25 anos, em 1º de maio de 1994, o domingo ensolarado de Ímola, na Itália, nublou o coração dos brasileiros com o acidente que levou a vida de Ayrton Senna, o ídolo de Fórmula 1 que é lembrado até hoje da forma mais carinhosa possível.

    Pode-se dizer que Ayrton Senna fincou na cultura brasileira o costume de assistir a competições de carros em alta velocidade. A Fórmula 1 entrou na agenda das famílias brasileiras, que não perdiam uma corrida sequer aos domingos.

    Senna deixou um legado e fãs que até hoje se lembram dele com um esbanje de respeito. A Sputnik Brasil reuniu algumas das homenagens dos fãs do ídolo, que criaram a hashtag #SennaEterno no Twitter para reunir muito amor. Já eram mais de 1,9 mil declarações até a publicação desta matéria.

    Nada como recordar a vitória de Senna no Grande Prêmio Brasil de 1991.

    ​Amado dentro e fora do Brasil.

    ​O Corinthians não se esqueceu de homenagear o ídolo Senna.

    ​Ele estava muito pensativo antes do GP de Ímola.

    ​A escola de samba Unidos da Tijuca homenageou em 2014 o piloto Ayrton Senna com desfile impressionante.

    ​Em vídeo, Senna diz: "Seja quem você for, seja qualquer posição que você tenha na vida, do nível altíssimo ao mais baixo social, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá."

    Mais:

    Homenagem à Marielle na SP Fashion Week gera polêmica
    Tags:
    piloto, memória, Fórmula 1, Ayrton Senna, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar