13:06 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos países membros da Unasul

    Brasil formaliza saída da Unasul depois de assumir presidência do bloco

    Agência de Notícias ANDES
    Brasil
    URL curta
    2616

    O governo do Brasil denunciou o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para formalizar a saída do bloco regional.

    Em abril, a decisão de sair do bloco foi tomada pela Argentina, Equador e Colômbia, enquanto o Paraguai, Chile e Peru suspenderam a participação na aliança.

    "O governo brasileiro denunciou, no dia de hoje (15), o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), formalizando sua saída da organização", lê-se no comunicado divulgado pelo Itamaraty. 

    A chancelaria acrescentou que a decisão foi oficialmente comunicada ao governo do Equador, país depositário do acordo.

    O Ministério das Relações Exteriores do país indicou que a decisão terá efeitos decorridos seis meses a partir da data em que foi anunciada. 

    O governo da Bolívia, que assumiu a presidência do bloco em 12 de abril de 2018, informou nesta segunda-feira (15) que entregou ao Brasil o mandato temporário de um ano, país que o sucede segundo a ordem alfabética. 

    Na nota diplomática, o governo de Jair Bolsonaro recorda que, em 22 de março, participou da criação do Foro para o Progresso da América do Sul (Prosul), um novo bloco de países sul-americanos, e assinalou que a Unasul vive uma "prolongada crise".

    Mais:

    Fim da Unasul: Brasil e países sul-americanos deixarão o bloco pelo Prosul, diz Araújo
    Colômbia defende criar 'Prosul' para substituir Unasul
    Colômbia formaliza sua saída da Unasul
    Tags:
    saída, Prosul, Unasul, Itamaraty, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar