01:44 19 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos países membros da Unasul

    Brasil formaliza saída da Unasul depois de assumir presidência do bloco

    Agência de Notícias ANDES
    Brasil
    URL curta
    2716
    Nos siga no

    O governo do Brasil denunciou o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para formalizar a saída do bloco regional.

    Em abril, a decisão de sair do bloco foi tomada pela Argentina, Equador e Colômbia, enquanto o Paraguai, Chile e Peru suspenderam a participação na aliança.

    "O governo brasileiro denunciou, no dia de hoje (15), o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), formalizando sua saída da organização", lê-se no comunicado divulgado pelo Itamaraty. 

    A chancelaria acrescentou que a decisão foi oficialmente comunicada ao governo do Equador, país depositário do acordo.

    O Ministério das Relações Exteriores do país indicou que a decisão terá efeitos decorridos seis meses a partir da data em que foi anunciada. 

    O governo da Bolívia, que assumiu a presidência do bloco em 12 de abril de 2018, informou nesta segunda-feira (15) que entregou ao Brasil o mandato temporário de um ano, país que o sucede segundo a ordem alfabética. 

    Na nota diplomática, o governo de Jair Bolsonaro recorda que, em 22 de março, participou da criação do Foro para o Progresso da América do Sul (Prosul), um novo bloco de países sul-americanos, e assinalou que a Unasul vive uma "prolongada crise".

    Mais:

    Fim da Unasul: Brasil e países sul-americanos deixarão o bloco pelo Prosul, diz Araújo
    Colômbia defende criar 'Prosul' para substituir Unasul
    Colômbia formaliza sua saída da Unasul
    Tags:
    saída, Prosul, Unasul, Itamaraty, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar