21:09 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Bolsonaro afirma que Vélez 'não tem tato político' e que vai conversar com o ministro

    © Foto / Valter Campanato/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    906
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta quinta-feira (28) que irá conversar com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, e que irá tomar "as decisões que tiver que tomar".

    Bolsonaro, ao falar com a imprensa após uma cerimônia no Clube do Exército, disse que o ministro da Educação não tem "tato político", mas destacou que buscará conciliação.  

    “Tem problema sim, ele [Vélez] é novo no assunto, não tem o tato político, vou conversar com ele e tomar as decisões que tiver que tomar. É educação, tem que dar certo no Brasil, é o mais importante”, declarou o presidente.

    Em três meses de governo, o número de exonerações no Ministério da Educação chegou a 16. Jair Bolsonaro não comentou sobre a permanência do ministro Ricardo Vélez no cargo. 

    “Não vou ameaçar nenhum ministro publicamente. Vamos conversar e se tiver alguma coisa que não esteja dentro da normalidade, a gente acerta”, disse o presidente. 

    “Falo com todos os ministros. Um ministério que teve ruído no passado, sempre a gente busca conciliar e acertar e estamos continuando nessa linha”, completou. 

    Mais:

    Crise na Educação: Vélez diz que presidente do Inep foi demitido por 'puxar tapete'
    Ministro da Educação propõe modelo cívico-militar em escola de Suzano
    Especialista da OCDE: Brasil precisa focar mais nos professores para transformar educação
    Anunciada em pleno Carnaval, Lava Jato da Educação está dividindo população brasileira
    Tags:
    exoneração, crise, educação, Ministério da Educação, MEC, Ricardo Vélez Rodríguez, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar