02:32 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

    Lula deixa prisão rumo a São Paulo para velório de neto

    © REUTERS / Rodolfo Buhrer
    Brasil
    URL curta
    36344

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba rumo a São Bernardo do Campo (SP), onde deve acompanhar o velório de seu neto.

    Arthur Lula da Silva, de 7 anos, faleceu nesta sexta-feira (1º) vítima de meningite meningocócica. Perante a situação, a Justiça autorizou a ida do ex-presidente a São Bernardo do Campo.

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre pena, para comparecer ao velório do neto, às 7h deste sábado (2), conforme o portal G1.

    O ex-presidente deixou a sede da Polícia Federal em um helicóptero da Polícia Civil e seguiu para o aeroporto do Bacacheri, onde embarcou em uma aeronave do governo do Paraná, decolando do terminal às 7h19.

    Lula seguirá para o cemitério Jardim das Colinas, em São Bernardo do Campo, onde o corpo de Arthur está sendo velado e será cremado às 12h.

    Maiores detalhes sobre o percurso da viagem de Lula não foram divulgados e são mantidos sob sigilo em respeito à sua família, além de questões de segurança.

    A autorização para que Lula participasse do velório do neto, foi concedida pela juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, segundo o portal UOL.

    O Ex-presidente está preso em uma sala especial na Polícia Federal desde 7 de abril de 2018 e neste período foi visitado pelo seu neto em duas ocasiões.

    Mais:

    Caso Lula: 'Judiciário está sob suspeita por sofrer chantagem', diz ex-ministro da Justiça
    Governo Bolsonaro inicia gestão com menor avaliação positiva que o de FHC e Lula
    Fachin rejeita outro pedido de liberdade feito pelo ex-presidente Lula
    Tags:
    transferidos, liberdade, ex-presidente, velório, Luiz Inácio Lula da Silva, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar