13:21 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares venezuelanos na fronteira com a Colômbiaё

    Venezuelanos lançam pedras contra oficiais do Exército na fronteira; militares revidam

    © AP Photo / Rodrigo Abd
    Brasil
    URL curta
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)
    1949
    Nos siga no

    Após lançarem coquetéis molotov contra bases do Exército venezuelano, manifestantes na fronteira com o Brasil voltaram a entrar em confronto com as forças militares de Maduro. Pedras foram arremessadas contra a Guarda Nacional Bolivariana, que respondeu com bombas de gás lacrimogêneo. Segundo o G1, três delas atingiram o território brasileiro.

    Momentos antes dos confrontos com pedras, os venezuelanos tentaram atear fogo em pneus. Militares bolivarianos reforçaram as linhas de defesa e posicionaram veículos blindados próximos ao território do Brasil.

    Calamidade pública

    Embora reforcem o controle para evitar que a ajuda humanitária chegue ao país, militares têm mantido um controle poroso da fronteira. De acordo com o G1, durante os confrontos, soldados não bloquearam passagem de uma ambulância que levava ao Brasil uma pessoa enferma sem relação com o confronto.

    O aumento de pacientes venezuelanos nos hospitais de Roraima deve motivar uma declaração de calamidade pública já na próxima semana, declarou o governador do estado, Antônio Denarium.

    Em coletiva de imprensa convocada na sede do governo estadual, Denarium explicou que a medida é necessária para que ele possa determinar a compra de leitos e medicamentos para suprir a demanda no estado.

    Tema:
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)
    Tags:
    G1, Antônio Denarium, Roraima, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar