00:13 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Sessão de votação no Senado (foto de arquivo)

    Álvaro Dias, Simone Tebet e Major Olímpio retiram candidatura à presidência do Senado

    Jonas Pereira/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    371

    Os senadores Álvaro Dias (Podemos), Major Olímpio (PSL) e Simone Tebet (MDB) decidiram retirar suas candidaturas à presidência do Senado. Estratégia tenta unificar oposição à candidatura de Renan Calheiros.

    Álvaro, que foi candidato à presidência em 2018, disse em discurso no plenário que renunciava à eleição pelo comando do Senado em defesa da "nova política.

    "Estou renunciando agora para atender a uma aspiração nacional. A renúncia não é fácil. É um ato de covardia, mas neste momento, é um ato de desprendimento", afirmou o senador, explicando ainda que a decisão foi tomada para evitar a pulverização de votos, o que beneficiaria Calheiros. "A população brasileira, Renan, não quer a sua Presidência no Senado", completou.

    Já Simone Tebet — que concorria com uma candidatura avulsa, sem o apoio institucional do próprio partido — desistiu após apelo de Davi Alcolumbre (DEM). Alcolumbre tenta aumentar a pressão para que os colegas votem contra Renan mesmo com voto secreto.

    Major Olímpio, por sua vez, abandonou a disputa por um pedido do próprio PSL. "Meu partido me diz, neste momento, que minha missão está terminada nesse processo", disse o senador. Ele disse ainda que "quem fala pelo governo é o presidente Bolsonaro" e que "para não ser o PSL tido como intransigente", estava retirando-se da disputa.

    Tags:
    Podemos, MDB, PSL, Senado Federal, Renan Calheiros, Major Olímpio, Simone Tebet, Álvaro Dias, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar