11:54 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    181911
    Nos siga no

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STf), Dias Toffoli, derrubou nesta quarta-feira (19) a decisão proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello que determinava a soltura de presos condenados em segunda instância.

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STf), Dias Toffoli, derrubou nesta quarta-feira (19) a decisão proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello que determinava a soltura de presos condenados em segunda instância.

    Flávio Nantes Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), deputado estadual do Rio de Janeiro, em imagem de 15 de dezembro de 2014, na Alerj
    Rafael Wallace/ Alerj / http://fotospublicas.com/tre-rio-de-janeiro-conclui-processo-eleitoral-com-diplomacao-dos-eleitos/
    Toffoli respondeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) que recorreu da decisão liminar de Marco Aurélio. Na decisão, o presidente do STF determina que o texto seja apreciado pelos 11 ministros.

    Se fosse mantida em vigor, a liminar poderia beneficiar até 169 mil presos que cumprem pena antes da análise de seus recursos pelos tribunais superiores, incluindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Desde 2016, o STF entende que podem ser feitas prisões após condenações em segunda instância, mas ações no tribunal visam mudar esse entendimento.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar