18:06 20 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Polícia Federal

    Prefeito de Niterói é preso por desvios milionários dos cofres públicos

    Divulgação/PF
    Brasil
    URL curta
    0 10

    O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT-RJ) foi preso na manhã desta segunda-feira (10) acusado de integrar esquema que desviou mais de 10 milhões de reais dos cofres públicos.

    A prisão foi desencadeada por pela operação batizada de Alameda, um desdobramento da da Operação Lava Jato no âmbito estadual. Rodrigo Neves é acusado de integrar esquema de propina paga por empresários do setor de transportes a agentes públicos. Cerca de R$ 10,9 milhões teriam sido desviados dos cofres públicos entre 2014 e 2018 para a realização de pagamentos ilegais. 

    O esquema de corrupção foi revelado por delação premiada do ex-dirigente da Fetranspor, Marcelo Traça, ao Ministério Público Federal.  

    Ao chegar na Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio, na manhã desta segunda-feira, o prefeito de Niterói negou as acusações e disse estar perplexo com a prisão. 

    "Eu realmente estou absolutamente perplexo […] Trabalho desde os 18 anos de idade, 20 anos de vida pública, não viajo pro exterior, tenho três filhos lindos, fecho minhas contas como qualquer cidadão de classe média, vivo em um imóvel simples. Me estranha muito esse tipo de ocorrência”, declarou Rodrigo Neves. 

    Mais:

    Lava Jato: Lula é denunciado por lavagem de dinheiro em negócio na Guiné Equatorial
    Nova fase da Lava Jato apura desvios na construção da sede baiana da Petrobras
    Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do Ministério da Justiça
    O não-político em Brasília: o que Moro no Ministério da Justiça significa para a Lava Jato
    Tags:
    prefeito, propina, corrupção, Operação Lava Jato, Brasil, Niterói
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar