03:14 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestação de caminhoneiros no Rio de Janeiro como parte de mobilização nacional da categoria contra os preços altos dos combustíveis no Brasil.

    CNT ameaça nova greve de caminhoneiros por suposto descumprimento da tabela de frete

    © Sputnik / Solon Neto
    Brasil
    URL curta
    350

    Na terça-feria (27), o Comando Nacional do Transporte (CNT) emitiu nota ameaçando nova greve de caminhoneiros no Brasil. A ameaça de paralisação da categoria, ainda sem data, seria um protesto contra o descumprimento da tabela de frete que estabelece valores para a prestação de serviços dos caminhoneiros. Outras entidades desmentem possível greve.

    Segundo a CNT, há falhas na fiscalização do cumprimento da tabela. A organização representa caminhoneiros autônomos e empregados.

    Conforme divulgou o site do jornal Destak, no entanto, outras entidades dos caminhoneiros não apoiam a possível mobilização.

    A principal liderança dos caminhoneiros durante a greve, que parou o país em maio, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), disse ao jornal que não vê motivos para uma nova greve e pede diálogo com a equipe de transição do governo federal.

    Já a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) teria afirmado que não há indícios que apontam uma nova greve.

    A tabela de frete foi uma das conquistas dos caminhoneiros durante a greve de maio. Desde então, a tabela sofreu variações devido a exigências dos caminhoneiros e também de acordo com a oscilação do preço dos combustíveis.

    A fixação de preços é motivo de divergência com o agronegócio e indústria. Os setores criticam a medida, que foi levada ao Supremo Tribunal Federal (STF) e deve ter a constitucionalidade avaliada pela Suprema Corte em breve.

    Tags:
    tabela de frete, greve de caminhoneiros, Abcam, CNTA, CNT, Destak, Supremo Tribunal Federal (STF), Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik