09:47 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na saída de sua casa, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense

    Nem China nem ninguém poderá comprar o Brasil, afirma Bolsonaro

    © Foto: Tomaz Silva/Ag. Brasil
    Brasil
    URL curta
    262512

    O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à Rede Bandeirantes nesta segunda-feira que nem a China ou qualquer outro país poderá comprar o Brasil. Segundo ele, as relações com Pequim manterão a normalidade em seu governo.

    Após receber o embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, Bolsonaro disse à Band que "todos os países podem comprar no Brasil, mas não comprar o Brasil".

    "Está na cara que China quer aumentar negócios com o Brasil. Não teremos nenhum problema com a China. Pelo contrário, [o negócio] pode ser até ampliado", declarou ele. 

    Eleito com cerca de 55% dos votos válidos para comandar o Brasil a partir de 2019, Jair Bolsonaro, do PSL, fez duros comentários sobre as relações entre Brasília e Pequim ao longo de seu período de campanha, gerando preocupações para empresários, especialistas e autoridades dos dois países. Em um editorial publicado no China Daily, principal jornal estatal do país asiático, os chineses chegaram a alertar sobre as perdas que o Brasil pode enfrentar se adotar uma retórica agressiva em relação a Pequim no próximo governo, a exemplo do que fez o atual presidente norte-americano, Donald Trump.

    Mais:

    Declaração de Bolsonaro irrita o Cairo e visita de chanceler brasileiro é cancelada
    China ajudou a transformar economia global, afirma diretora do FMI
    Brasil conseguirá mais investimentos estrangeiros no próximo governo?
    Tags:
    comércio, Rede Bandeirantes, Band, China Daily, Donald Trump, Li Jinzhang, Jair Bolsonaro, Pequim, Brasília, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik