01:10 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Jair Bolsonaro cumprimenta seus apoiadores ao colocar voto no segundo turno das presidenciais no Brasil, em 28 de outubro de 2018

    Fusão entre Boeing e Embraer continua, diz Bolsonaro

    © REUTERS / Pilar Olivares
    Brasil
    URL curta
    9410

    O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) afirmou na quinta-feira (1) que dará permissão para a continuidade da fusão entre a Boeing e a Embraer.

    "Fusão da Embraer com a Boeing continua. Sem problema nenhum", afirmou Bolsonaro a jornalistas durante uma coletiva de imprensa no Rio.

    Durante a campanha eleitoral o presidente eleito já havia dito que daria apoio para a continuidade do processo de fusão.

    A Embraer não é uma das mais importantes empresas brasileiras e uma das maiores do mundo no setor de aviação civil. A empresa também mantém projetos militares, como o avião KC-390. A possível fusão excluiria os projetos de defesa.

    O empresa não é estatal e o governo é acionista minoritário no empreendimento. No entanto, mesmo não sendo dono das maior parte das ações o governo possui a chamada "golden share", o que lhe assegura direito de voto nas decisões da companhia.

    Bolsonaro também afirmou na coletiva que a Petrobras deveria fazer parcerias e vender algumas de suas áreas.

    Mais:

    'Sinais positivos': conselheiro de Trump elogia vitória de Bolsonaro
    Reforma da Previdência de Bolsonaro pode ser mais ‘radical' que a de Temer, diz jornal
    Condenado por corrupção, Alberto Fraga diz que não ocupará nenhum ministério de Bolsonaro
    Defesa de Lula cita Moro ministro de Bolsonaro para pedir absolvição do petista
    Tags:
    iniciativa privada, KC-390, Petrobras, Embraer, Boeing, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik