14:00 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Esfaqueamento de Bolsonaro (38)
    512
    Nos siga no

    O presidente Michel Temer solicitou ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, reforçar a segurança dos candidatos à presidência.

    O presidente se reuniu com Jungmann no início da noite desta quinta-feira para discutir o atentado sofrido pelo candidado do PSL, Jair Bolsonaro.

    Ele pediu mais segurança aos candidatos e uma "apuração rigorosa dos fatos", segundo informação da assessoria do Palácio do Planalto. A Polícia Federal já abriu inquérito para investigar o atentado sofrido pelo candidato.

    O candidato à presidência, Jair Bolsonaro, foi esfaquedo nesta quinta-feira, enquanto fazia campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. O agressor foi preso pela Polícia Federal logo após o atentado. Identificado como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, ele foi conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora. Antes de ser detido, o suspeito apanhou da multidão. Bolsonaro foi encaminhado para o hospital.

    Tema:
    Esfaqueamento de Bolsonaro (38)

    Mais:

    Lideranças do PT repudiam atentado ao Bolsonaro: repúdio e muita indignação
    Jair Bolsonaro é esfaqueado no interior de Minas Gerais (VÍDEO)
    'Bolsonaro é um passaporte para volta do PT', diz Alckmin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar