04:28 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Candidato a vice-presidente pelo PT, Fernando Haddad posa para foto com máscara do ex-presidente Lula em Brasília

    MP de São Paulo denuncia Haddad por corrupção e lavagem de dinheiro

    © Foto: Ricardo Stuckert
    Brasil
    URL curta
    1545

    O candidato a vice-presidente na chapa do PT este ano, Fernando Haddad, foi denunciado pelo Ministério Público paulista sob três acusações. Para o promotor Marcelo Mendroni, o ex-prefeito de São Paulo teria recebido R$ 2,6 milhões da empreiteira UTC em 2012. As acusações são corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

    A denúncia é baseada em delações de ex-executivos da empresa, do doleiro Alberto Youssef e também de um inquérito da Polícia Federal, conforme divulgado pela Folha de São Paulo.

    Após Haddad questionar, em nota, o fato de a denúncia ter sido apresentada durante o período eleitoral, o promotor afirmou que o momento se trata de uma coincidência, uma vez que o inquérito da Polícia Federal chegou à promotoria no final de julho.

    Fernando Haddad já responde na Justiça Eleitoral por uma possível prática de caixa dois em sua campanha para prefeito em 2012.

    As investigações apontam que João Vaccari Neto, tesoureiro do PT, teria se reunido com um dos então executivos da UTC, em abril de 2013, para pedir R$ 3 milhões em nome de Haddad. O dinheiro serviria para sanar dívidas de campanha.

    O próprio Ricardo Pessoa, além de Walmir Pinheiro, ex-executivo da UTC, João Vaccari Neto, o ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza e Alberto Youssef foram denunciados ao lado de Haddad.

    Para o promotor, houve "perspectiva de contrapartida" de Haddad para a UTC. Já Fernando Haddad negou as acusações e afirmou que não há provas de que o que diz Ricardo Pessoa seja verdade.

    Haddad é apontado como o substituto de Lula na chapa à Presidência do PT caso o ex-presidente tenha seus recursos negados diante do TSE, que já impugnou sua candidatura.

    Mais:

    Partido Novo quer Lula fora de propaganda eleitoral do PT e recorre ao TSE
    Ex-presidente do Chile no comando dos Direitos Humanos na ONU pode ajudar Lula?
    Evo Morales critica veto à candidatura de Lula nas eleições do Brasil
    PT acusa TSE de discriminar Lula
    Tags:
    eleições 2018, PT, Ministério Público de São Paulo, TSE, Ricardo Pessoa, Alberto Youssef, Chicão, Walmir Pinheiro, João Vaccari Neto, Lula, Fernando Haddad, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik