10:11 26 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Show pela liberdade de Lula na Lapa, Rio de Janeiro.

    Partido Novo quer Lula fora de propaganda eleitoral do PT e recorre ao TSE

    © AP Photo / Leo Correa
    Brasil
    URL curta
    11610

    O partido Novo entrou neste domingo com três ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a propaganda eleitoral do PT.

    As ações têm como objetivo impedir que o ex-presidente Lula continue sendo apontado como candidato ao cargo de presidente. Na sexta-feira, TSE indeferiu o registro de Lula.

    Os advogados do Novo argumentam que as propagandas eleitorais do PT mantiveram a chapa cujo registro foi indeferido pelo tribunal. O partido Novo afirma que a coligação O Povo Feliz de Novo, formada por PT, PCdoB e PROS, descumpriu a decisão judicial de não promover atos de campanha com Lula na qualidade de candidato à Presidência, e pediu uma medida cautelar dos ministros do TSE para retirada do conteúdo supostamente ilícito e aplicação das penalidades eleitorais cabíveis.

    Os ministros do TSE, na sexta-feira, decidiram rejeitar o pedido de registro da candidatura do ex-presidente e deram prazo de 10 dias para indicação de um substituto. 

    Assim, Lula não pode mais aparecer no programa eleitoral nem fazer campanha, mas a participação dele na posição de apoiador, bem como do candidato a vice Fernando Haddad (PT) foram autorizadas. A determinação também se aplica ao nome e foto de Lula, que devem ser retirados da urna eletrônica, informou Agência Brasil.

    Mais:

    Evo Morales critica veto à candidatura de Lula nas eleições do Brasil
    Ex-presidente do Chile no comando dos Direitos Humanos na ONU pode ajudar Lula?
    Judiciário vive semana vergonhosa, diz PT em nota sobre Lula
    Lula não será candidato, decide TSE
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik