23:04 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro (arquivo)

    Justiça determina bloqueio de bens de Crivella

    Waldemir Barreto/ Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    660

    A justiça do Distrito Federal determinou nesta segunda-feira o bloqueio de bens do atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), e de outros oitos investigados em um possível caso de improbidade administrativa relativo a um contrato firmado pelo Ministério da Pesca quando a pasta era ocupada pelo político.

    O bloqueio foi decretado pelo juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal do Distrito Federal, e supera a marca dos R$ 3 milhões. 

    A medida atende a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), segundo o qual ela tem como objetivo garantir o ressarcimento do erário em caso de condenação dos investigados. Os envolvidos teriam participado da contratação de serviços sem necessidade e superestimados.

    Recentemente, Crivella foi alvo de pedidos de impeachment desencadeados por uma polêmica reunião com um grupo de evangélicos no Palácio da Cidade, no Rio, na qual ele ofereceu benefícios a líderes religiosos, mas a Câmara Municipal acabou rejeitando a admissibilidade dos pedidos. Nesta segunda-feira, no entanto, a justiça fluminense impôs restrições à atuação do prefeito, proibindo-o de utilizar a máquina pública para favorecer aliados ou para obter benefícios pessoais, o que, na verdade, já é proibido.

    Mais:

    Ministério Público entra com ação de improbidade contra prefeito do Rio
    Morre o vice-prefeito do Rio, Fernando Mac Dowell
    Crivella faz piada com chuvas no Rio: 'vão criar o balsa família'
    Tags:
    improbidade, impeachment, Marcelo Crivella, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik