06:07 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Lula da Silva recebe um abraço durante ato com Partido dos Trabalhadores no Rio de Janeiro em 2 de abril de 2018

    STJ nega liberdade a Lula e chama decisão de desembargador de 'inusitada'

    © AP Photo / Leo Correa
    Brasil
    URL curta
    121011

    Nesta terça-feira (10), a presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    A presidente também criticou na decisão o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4). O desembargador mandou soltar Lula no último domingo (8), desencadeando um imbróglio judicial com várias decisões de diferentes juízes ao longo do dia.

    Laurita Vaz chamou a decisão de de Favreto de "inusitada e teratológica", no que considerou um desrespeito  às decisões do TRF-4 e também do supremo Tribunal Federal (STF). A situação inusitada foi chamada por ela de um "tumulto processual sem precedentes na história do direito brasileiro".

    Após o vai e volta, o presidente do TRF-4, Thompson Flores, proibiu a saída de Lula e enviou a decisão final para o STJ.

    Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão e está preso desde o dia 7 de abril na sede da polícia federal em Curitiba (PR). O STJ ainda decidirá sobre a competência de quem deve decidir esse tipo de pedido em relação ao Lula.

    Mais:

    Presidente do TRF-4 decide que Lula deve ficar preso
    Manifestantes fazem vigília à espera de Lula em Curitiba (VÍDEO)
    Em domingo de despachos, prisão de Lula volta a agitar cenário político brasileiro
    Desembargador volta a pedir soltura imediata de Lula
    Relator da Lava Jato decide pela manutenção da prisão de Lula
    Tags:
    lula, prisão de lula, condenação de lula, liberdade, Polícia Federal, TRF-4, STJ, STF, Laurita Vaz, Luiz Inácio Lula da Silva, Brasil, Curitiba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik