03:35 27 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    18234
    Nos siga no

    Um dos mais respeitados gestores do mercado financeiro, Rogério Xavier fez uma projeção apocalíptica em um evento em São Paulo: o dólar pode disparar para a casa dos R$ 5,30, o Brasil crescerá apenas 0,8% em 2018 e a taxa de juros dos EUA vai explodir, batendo os 6% no Treasury de 10 anos (os quase 3% atuais já preocupam países emergentes).

    Diretor da SPX Capital, empresa que administra quase R$ 30 bi em ativos no mercado financeiro, Xavier discursava ao final do evento promovido pelo banco BTG. 

    Para o economista, na atual conjuntura, o câmbio brasileiro "está de graça" e deve tocar os R$ 5,30. Para conter a pressão, o Banco Central deve subir novamente a taxa de juros, o que na prática esfriaria ainda mais a economia brasileira. Isso porque quando os juros sobem, é como se o governo incentivasse o investimento em capital ao invés de insumos. O crédito também fica mais caro, tornando empréstimos menos vantajosos para o consumidor.

    Talvez por isso, Xavier também prevê crescimento bem abaixo do esperado pelo Governo Federal em 2018: 0,8% contra os 2,5% alardeados pelo Planalto. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é menos otimista, e já projetou 2% para este ano.

    Segundo o portal InfoMoney, as previsões viralizaram em grupos de Whatsapp e podem ter contribuído para a queda no índice Bovespa nos últimos 3 dias. No fechamento desta matéria, o dólar comercial operava na casa dos R$ 3,92, uma alta de 2,29% mesmo com a intervenção do Banco Central na venda da moeda no mercado futuro.  A Bolsa registrava queda de 5,66%.

    Tags:
    dólar, taxa básica de juros, WhatsApp, SPX Capital, BTG, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), InfoMoney, Governo Federal, Palácio do Planalto, Banco Central, Rogério Xavier, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar