17:50 21 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Vigília por Marielle Franco, vereadora do PSOL assassinada a tiros no Rio de Janeiro, reúne milhares de pessoas no centro da cidade.

    'Nós somos Marielle', milhares se reúnem em vigília por vereadora assassinada no Rio

    © Sputnik / Victor Labaki
    Brasil
    URL curta
    766

    Milhares de pessoas se concentram desde o início da tarde em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro para prestar homenagens a Marielle Franco, vereadora da cidade assassinada na noite da quarta-feira (14).

    Sob os gritos de "Marielle presente", os manifestantes protestam contra a intervenção Federal no Rio de Janeiro, a polícia militar e pedem por justiça. 

    Uma das manifestantes presentes, Renata Santos, de 22 anos, fala da identificação com Marielle e da emoção causada pela tragédia.

    "É muito difícil estar aqui hoje. Parece que estou revivendo as minhas aulas de história, lembrando de mortos políticos e tentando pensar como as pessoas naquela época conseguiam lidar com aquilo. Está sendo muito difícil e complicado", disse a jovem de 22 anos, que continua:

    "Parece que mataram alguém da minha família mesmo. Mesmo a Marielle não sendo da minha família, ela era uma irmã de cor, de luta, de batalha, e a gente vai lutar mais forte por ela e com ela, de alguma forma".

    Vigília por Marielle Franco, vereadora do PSOL assassinada a tiros no Rio de Janeiro, reúne milhares de pessoas no centro da cidade.
    © Sputnik / Victor Labaki
    Vigília por Marielle Franco, vereadora do PSOL assassinada a tiros no Rio de Janeiro, reúne milhares de pessoas no centro da cidade.

    A produtora Thalita Cairrão segue na mesma linha e fala de dar continuidade ao protesto defendido pela vereadora do PSOL, Marielle Franco.

    "Eu resolvi vir porque eu sabia que eu não ia só ser consolada, mas eu iria consolar também. Por isso eu estou aqui. Porque, como foi muito dito, nós somos Marielle. Não como a hashtag, mas todas nós temos um pouco dela dentro da gente, como mulher, como preta, como lésbica, como tudo".

    Logo após a vigília, a multidão segue em manifestação em direção a Assembleia Legislativa do estado para se encontrar com outras pessoas que estão se concentrando lá. Em seguida, a manifestação sairá em caminhada pelo centro da cidade. 

    Marielle tinha acabado de sair de um debate sobre mulheres e negras e juventude no bairro da Lapa, região central, quando a caminho de casa foi atingida por vários disparos. A principal linha de investigação é de que se trata de uma execução.

    Mais:

    Carro de Marielle pode ter sido seguido por 4km e atirador 'era experiente', diz policia
    ONU pede 'investigação rigorosa' sobre assassinato de Marielle
    Atos em homenagem a Marielle Franco se espalham por todo o país
    Velório de Marielle será na Câmara dos Vereadores do RJ
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik