14:30 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    A vereadora Marielle Franco durante entrega da medalha Chiquinha Gonzaga no Dia Internacional da Mulher.

    Temer diz que assassinato de vereadora do PSOL é 'inadmissível'

    © Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa Marielle Franco
    Brasil
    URL curta
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (28)
    504

    O presidente Michel Temer publicou um vídeo nesta quinta-feira (15) nas redes sociais e classificou o assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL, e de seu motorista, Anderson Gomes, como "inaceitável" e "inadmissível".

    "O assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes, é inaceitável, inadmissível, como todos os demais assassinatos que ocorreram no Rio de Janeiro. É um verdadeiro atentado ao Estado de Direito e um atentado à democracia. No particular, no caso especial, que estamos aqui discutindo, trata-se de um assassinato de uma representante popular, que ao que sei, fazia manifestações, trabalhos, com vistas a preservar a paz e a tranquilidade na cidade do Rio de Janeiro", declarou Temer.

    O presidente enfatizou a intervenção federal no Rio de Janeiro e culpou o "banditismo" pelo assassinato de Marielle.

    "Por isso que decretamos a intervenção, para acabar com esse banditismo desenfreado que se instalou nessa cidade por conta das organizações criminosas", comentou.

    Temer se reuniu com ministros no Palácio do Planalto e hoje irá ao Rio de Janeiro para acompanhar pessoalmente as investigações da morte de Marielle Franco.

    Tema:
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (28)

    Mais:

    ONU pede 'investigação rigorosa' sobre assassinato de Marielle
    Atos em homenagem a Marielle Franco se espalham por todo o país
    Velório de Marielle será na Câmara dos Vereadores do RJ
    Tags:
    assassinato, Marielle Franco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik