21:58 26 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Maia diz que projeto de recuperação fiscal exigirá contrapartidas dos estados

    Com intervenção, Maia diz que Previdência não será votada na semana que vem

    Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
    Brasil
    URL curta
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (42)
    721

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a atitude do governo de intervir no Rio de Janeiro impede que a votação da Reforma da Previdência seja realizada na semana que vem.

    "Não é razoável na segunda ou terça aprovar um decreto, e na quarta suspendê-lo [para aprovar a Reforma]. Isso inviabiliza a próxima semana", disse Maia.

    Isso acontece porque o decreto sobre a intervenção deve ser votado na segunda (19) ou terça-feira (20). Se aprovado, a decisão pode suspender a tramitação de qualquer projeto no Congresso Nacional porque a Constituição não pode sofrer modificações "na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio".

    "Só temos uma opção: a decisão tem que dar certo. Se não der certo, o que significa isso no dia seguinte?", disse o presidente da Câmara.

    Tema:
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (42)

    Mais:

    Renan Calheiros critica Temer e Reforma da Previdência (VÍDEO)
    Temer a pique: 90 dias para aprovar reforma da Previdência
    Governo se recusa a enxugar reforma da Previdência se proposta não for aprovada
    Pressão sobre Temer: Rodrigo Maia impõe data limite para reforma da Previdência
    Tags:
    violência, intervenção, Rodrigo Maia, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik