10:00 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    210
    Nos siga no

    Será um réveillon inédito e inesquecível, promete a Prefeitura do Rio, para as comemorações da passagem de 2017 para 2018. Inédito porque terá uma programação de shows com início em 26 de dezembro e término em 6 de janeiro. E inesquecível pela expectativa de que, ao fim deste período, os turistas deixarão mais de 2 bilhões de reais na cidade.

    As estimativas da Riotur, a empresa municipal de turismo, são de que os doze dias de shows na cidade renderão aos cofres municipais algo em torno de 2 bilhões e 200 milhões de reais. O objetivo é "prender" na cidade os esperados 2 milhões e 700 mil de turistas para este período.

    Toda a extensa programação anunciada há alguns meses pela Riotur tem origem na constatação do seu presidente, o empresário Marcelo Alves, de que os turistas que comemoram a passagem de ano no Rio retornam a seus locais de origem logo no primeiro dia de janeiro. Por isso, e considerando que turismo no Rio não é vocação mas sim solução, Marcelo Alves quer uma sequência de eventos pelo menos até o Dia de Reis (6 de janeiro), com todo apoio de projetos cenográficos, telões, torres de iluminação e som, além de um roteiro artístico elaborado para cada apresentação.

    Multidão se reúne na praia para assistir à queima de fogos de Copacabana
    Gabriel Santos/ Riotur
    Multidão se reúne na praia para assistir à queima de fogos de Copacabana

    Para o turismólogo Elzário Pereira da Silva Júnior, presidente da ABBTUR (Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo), a iniciativa da extensão dos shows populares é benéfica para todos os setores da sociedade:

    "Esta iniciativa é muito boa porque, além de estender a permanência dos turistas por mais tempo no Rio de Janeiro, vai contribuir para o crescimento e para a revitalização da cidade. A atuação da gestão pública municipal hoje no Rio de Janeiro resume-se a eventos e a festas como Carnaval e réveillon. E, para o bem da cidade, deve ir muito além disso. Como estratégia para alavancar o turismo, os objetivos traçados pela Prefeitura são muito limitados. Eventos sim, mas não apenas eventos…".

    O empresário também apontou outros meios para dinamização do turismo na cidade do Rio de Janeiro:

    "Falta ao Rio de Janeiro um Conselho Municipal de Turismo. Nossa entidade tem discutido propostas com o Conselho Estadual de Turismo mas, infelizmente, ainda não há um Conselho Municipal com o qual possamos discutir, especificamente, nossas propostas. Uma delas, por exemplo, é de que o Rio de Janeiro sedie uma maior quantidade de eventos e seminários científicos. Isto atrairia pessoas de todas as partes do mundo e contribuiria para dinamizar a economia da cidade".

    Turistas durante os Jogos Rio 2016 passeando em um dos principais points durante o evento na cidade, o Boulevard Olímpico
    Francisco Medeiros/ ME
    Turistas durante os Jogos Rio 2016 passeando em um dos principais points durante o evento na cidade, o Boulevard Olímpico

    Festas de réveillon em vários pontos da cidade

    Em Copacabana, sempre o bairro de maior afluência por parte dos turistas, a queima de fogos vai durar 17 minutos. As 25 toneladas de fogos serão detonadas de 11 balsas oceânicas ancoradas ao longo da praia de Avenida Atlântica. Entre as atrações musicais, haverá show da cantora Anitta e as apresentações das escolas de samba campeã e vice do Carnaval de 2017, Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel.

    Também haverá palcos e shows nos bairros Barra da Tijuca, Flamengo, Guaratiba, Praia da Bica na Ilha do Governador, no Parque Madureira, no IAPI da Penha, no Piscinão de Ramos, na Praia do Recôncavo em Sepetiba, e na Praia da Moreninha na Ilha de Paquetá.

    Mais:

    'Boneco de neve' deseja Feliz Ano Novo do espaço (FOTO)
    Às vésperas do Ano Novo, Putin dá sua avaliação ao preparo estratégico do exército russo
    Feliz Ano Novo para você, não para a economia
    Tags:
    Réveillon, Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais de Turismo (ABBTUR), Riotur, Elisário Pereira da Silva Junior, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar