19:46 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Senadores votam nesta terça-feira se Aécio Neves (PSDB-MG) seguirá afastado da Casa, como decidiu o Supremo Tribunal Federal

    Iniciada sessão no Senado para analisar situação de Aécio Neves

    © AFP 2017/ ANDRESSA ANHOLETE / AFP
    Brasil
    URL curta
    739930

    Começou há pouco, no Senado Federal, a sessão na qual será decidido o futuro do senador Aécio Neves (PSDB-MG), denunciado por corrupção passiva e obstrução à justiça e afastado do cargo no final de setembro.

    Mais cedo, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, atendendo a um mandado de segurança protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), decidiu que a votação no Plenário do Senado sobre a medida cautelar que afastou Aécio Neves deverá ser feita por meio de voto aberto e nominal, o que significa que será possível saber o posicionamento de cada um dos senadores. 

    Aécio foi afastado de suas funções parlamentares e está cumprindo recolhimento noturno por decisão da Primeira Turma do STF, após ser denunciado pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por corrupção passiva e obstrução à justiça. Ele é acusado de receber R$ 2 milhões em propina do empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, com o qual teve conversa gravada durante uma ação controlada pela Polícia Federal. 

    A justificativa para o afastamento do parlamentar é a de que ele poderia interferir nas investigações da Lava Jato se fosse mantido no cargo. 

    Mais:

    Conselho de Ética do Senado mantém arquivamento de cassação de Aécio Neves
    Líder da Força-Tarefa sugere que, solto, Aécio poderá articular pelo fim da Lava Jato
    Tags:
    Supremo Tribunal Federal (STF), STF, Senado, Joesley Batista, Alexandre de Moares, Randolfe Rodrigues, Aécio Neves, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik