21:30 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    101196
    Nos siga no

    O ex-ministro da Casa Civil e condenado na Lava Jato José Dirceu afirmou que prefere morrer a delatar como seu companheiro de partido Antonio Palocci (PT).

    "Só luta por uma causa quem tem valor. Os que brigam por interesse têm preço. Não que não me custe dor, sofrimento, medo e às vezes pânico. Mas prefiro morrer que rastejar e perder a dignidade", disse Dirceu, segundo a Folha de S. Paulo.

    Palocci foi ministro da Fazenda no governo Lula e da Casa Civil no mandato de Dilma Rousseff. Em depoimento a Sérgio Moro, que condenou Palocci a 12 anos de prisão no âmbito da Lava Jato, Palocci disse que a Odebrecht pagou propinas ao ex-presidente Lula. O ex-ministro está buscando um acordo de delação premiada.

    Já Dirceu foi ministro da Casa Civil durante o primeiro mandato de Lula. Ele também foi condenado pela Lava Jato, mas conseguiu a liberdade por meio de uma decisão da segunda turma do Superior Tribunal Federal (STF).

    Mais:

    Manifestantes fazem panelaço em frente à casa de José Dirceu
    STF decide soltar José Dirceu por três votos a dois
    MPF oferece nova denúncia contra Dirceu no dia de seu julgamento pelo Supremo
    STF concede perdão de pena a Dirceu no processo do mensalão
    Tags:
    Lava Jato, PT, Sérgio Moro, Antonio Palocci, José Dirceu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar