00:43 16 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira do Brasil

    Brasil abstém-se de comentar pedido dos EUA de romper relações com Coreia do Norte

    © AFP 2019 / TASSO MARCELO
    Brasil
    URL curta
    27210
    Nos siga no

    O governo brasileiro não irá comentar publicamente o pedido feito pelo vice-presidente dos EUA, Mike Pence, no Chile, para que o Brasil, México, Chile e Peru rompam suas relações com a Coreia do Norte.

    "O Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) não comentará as declarações do vice-presidente norte-americano feitas em um terceiro país; o Brasil e os EUA mantêm um diálogo sobre temas globais, incluindo sobre a situação na península da Coreia", explicam à Sputnik fontes do ministério.

    Os EUA estão solicitando que as principais nações da América do Sul se juntem aos esforços da comunidade internacional para isolar a Coreia do Norte na tentativa de deter o desenvolvimento do programa de mísseis de Pyongyang.

    Em particular, Mike Pence pediu na capital chilena, Santiago, que estes países "rompam todos os laços diplomáticos e comerciais com a Coreia do Norte", para aumentar o isolamento do regime de Kim Jong-un e chegar a uma solução pacífica sem armas nucleares.

    O Brasil mantém relações diplomáticas com a Coreia do Norte desde 2001; em 2005 foi inaugurada a embaixada da Coreia do Norte em Brasília e em 2009 — a do Brasil em Pyongyang O Brasil é o único país latino-americano com embaixadas residentes em ambas as Coreias.

    Ao mesmo tempo, o Brasil presta assistência técnica à Coreia do Norte na área da agricultura, especialmente no cultivo de soja. Em 2010, técnicos do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Agricultura viajaram ao país para assinar o Acordo de Cooperação Económica e Técnica entre ambos os países.

    Em 2016, o Brasil exportou à Coreia do Norte produtos ao valor de mais de US$ 2 milhões (R$ 6,326 milhões).

    Mais:

    Estaria o Brasil à beira de uma guerra comercial com os Estados Unidos?
    Brasil abandonou liderança da América do Sul para se alinhar aos EUA, diz pesquisadora
    Trump não usará armas nucleares contra Coreia do Norte sem consultar Seul, diz Moon
    Exército norte-americano reforça sistemas antimíssil na Coreia do Sul
    Tags:
    embaixadas, exportação, comentário, pedido, relações bilaterais, quebra, cooperação técnica, chancelaria, Ministério da Agricultura do Brasil, Itamaraty, Mike Pence, Santiago, Chile, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar