01:42 10 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Former Brazilian Economy Minister Guido Mantega (File)

    Ex-ministro admite conta no exterior com US$ 600 mil, mas nega irregularidades

    © AFP 2019 / EVARISTO SA
    Brasil
    URL curta
    401
    Nos siga no

    O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega reconheceu em documento enviado ao juiz Sergio Moro ser titular de uma conta no banco suíço Picket com o saldo de US$ 600 mil, fruto da venda de um imóvel herdado de seu pai. O político, entretanto, negou qualquer irregularidade e afirmou abrir mão de "todo e qualquer sigilo bancário, financeiro e fiscal".

    Mantega afirmou que a conta foi aberta antes de assumir sua função como ministro de Fazenda. O político foi ministro da fazenda dos governos de Lula e Dilma Rousseff, entre 2006 e 2015. Antes disso, foi ministro Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, de 2003 a 2004.

    Mantega afirmou na petição que acredita ter cometido um erro.

    "(Guido Mantega) Não espera perdão nem clemência pelo erro que cometeu ao não declarar valores no exterior, mas reitera que jamais solicitou, pediu ou recebeu vantagem de qualquer natureza como contrapartida ao exercício da função pública", afirma o documento enviado pelo ex-ministro à Justiça por meio de seu escritório de advocacia.

    Mantega foi alvo de condução coercitiva em setembro de 2016, durante a 34° fase da Operação Lava Jato. Acusado de intermediar propinas para o PT, ele foi detido no Hospital Albert Einstein enquanto acompanhava a esposa que passava por um procedimento cirúrgico para o tratamento de um câncer. Poucas horas depois, Moro revogou a condução coercitiva e afirmou desconhecer o quadro de sua esposa.

    Na petição encaminhada por Mantega, o ex-ministro ressalta que foi alvo de "medida de busca", mas não "ter sido convidado a prestar depoimento".

    Mais:

    Após ser grampeado, Temer está usando telefone criptografado, afirma jornal
    Jurista explica os 'quatro cenários da queda de Michel Temer'
    'Sustentação do governo Temer usa flexibilização de lei ambiental como moeda de troca'
    Presidente do BNDES pede demissão a Michel Temer
    Grupo de João Doria dava destaque a 'homem da mala' de Temer e donos da JBS
    OAB tem razão ao protocolar o impeachment de Temer, diz conselheira da ordem
    Tags:
    Lava Jato, Sergio Moro, Dilma Rousseff, Lula, Guido Mantega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar