23:20 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Curso de 'sereísmo' vira moda no Brasil

    As sereias estão chegando: A inusitada onda do 'sereísmo'

    Reprodução Facebook / Aquamagia
    Brasil
    URL curta
    356

    No Rio de Janeiro, foi aberta uma oficina sobre 'sereísmo' nos dias 27 e 28 de maio, no Hotel Sheraton Grand Rio, no Leblon, que vai ensinar para crianças, homens e mulheres os segredos para se tornar uma sereia. A Sputnik Brasil conversou com a professora Thais Picchi, que explica como funciona esta inusitada prática.

    A moda ou filosofia do 'sereísmo', que tem como características aderir cores, estilos e costumes das sereias na sua rotina está cada vez mais forte no Brasil, tanto através de personagens em novelas da TV, quanto nas redes sociais. 

    Em diversos canais na web já é possível ver pessoas ensinando como confeccionar caudas de sereia e apresentar todo o estilo de vida do sereísmo, que incluem cores do mar em suas roupas, maquiagens, e acessórios, com conchas, alimentação mais saudável e tudo o que remete ao mar, a natureza e aos animais.

    A Sputnik Brasil conversou com a atleta de mergulho e apneia, e professora de dança, Thais Picchi, que vai ministrar a oficina de sereísmo, ensinando como nadar como uma sereia e a "utilizar a cauda, como se movimentar e fazer movimentos bonitos e expressivos dentro d'água".

    "A gente tem também um momento de se vestir com a cauda de sereia e tirar fotos para registrar esse momento, mas a gente vai pra água e aprende realmente a utilizar a cauda, porque ela é feita de 'monofin', que é uma nadadeira onde os pés ficam unidos, então tem uma forma mais especial de nadar", afirmou. 

    "E a gente vai se colocar de uma forma mais familiarizada com a água. Então a gente vai afundar, abrir os olhos, sorrir debaixo d'água, aprender a se movimentar. E num curso mais avançado vamos fazer coreografias sincronizadas em grupo", disse a professora de sereísmo. 

    Thais Picchi observou que usa os dotes da dança para dar à prática do sereísmo uma parte "mais expressiva e artística". "Tem o lado esportivo também, porque você movimenta muito o corpo e, enfim, de diversão", acrescentou. 

    A profissional ainda fez alertas sobre os perigos de tentar mergulhar sozinho, sem passar por cursos ou ao lado de um instrutor e anunciou uma aliança/projeto mundial entre as sereias, que terá como foco a preservação ambiental.

    Tags:
    sereia, sereísmo, aulas, dança, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik