21:35 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ônibus pega fogo no Rio (arquivo)

    Guerra do tráfico: Governo Federal vai reforçar segurança do Rio

    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Brasil
    URL curta
    4 0 0

    Para ajudar a conter a onda de violência e a crise na segurança do Rio de Janeiro, o Governo Federal anunciou nesta quarta-feira, 3 de maio, que o estado vai receber um reforço emergencial de tropas da Força Nacional e da Polícia Rodoviária Federal.

    A iniciativa atende a um pedido do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), após guerra entre facções criminosas nos últimos dias que resultou em troca de tiros e ataques a nove ônibus e dois caminhões. Os veículos foram incendiados em vias importantes da cidade após uma grande operação da Polícia Militar para combater traficantes rivais na região da Cidade Alta, em Cordovil, na Zona Norte. Na ação, 45 homens foram presos e 32 fuzis foram apreendidos.

    De acordo com o Ministro da Justiça, Osmar Serraglio, inicialmente 100 homens da Força Nacional virão ao Rio para patrulhar pontos estratégicos da rota do narcotráfico no estado e coibir ainda o roubo de veículos de cargas. “Mais especificamente, a Via Dutra está servindo de canal de alimentação do Rio de Janeiro, de drogas, armamentos, assaltos a transportes de cargas e tudo isso termina alimentando o sistema e as organizações criminais.”

    Osmar Serraglio anunciou ainda que o Secretário Nacional de Segurança Pública, General Santos Cruz, virá ao Rio nesta quinta-feira para organizar ações contra a violência no estado. O objetivo da visita é "aferir os dados que o serviço de inteligência nosso dispõe em relação aquilo que está efetivamente ocorrendo", afirma.

    "Eu estou me deslocando amanhã (4 de maio), para encontrar o secretário de Segurança e outras autoridades ligadas à Segurança Pública do Rio de Janeiro para verificar o detalhamento das necessidades do Rio de Janeiro que possam ser apoiadas pelo Governo Federal. Isso será feito de imediato para que o Rio tenha condições de enfrentar de maneira efetiva, com o apoio Federal, os problemas de Segurança Pública", disse o General Santos Cruz.

    No dia seguinte aos ataques aos ônibus, os cariocas tentam voltar a normalidade nesta quarta-feira ao transitar pela Avenida Brasil e pela Rodovia Washington Luis, altura da Cidade Alta. A Polícia Militar reforçou a segurança no local. De acordo com a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), desde o início deste ano 51 ônibus já foram incendiados por criminosos. O número já ultrapassou os dados de 2016, quando foram registrados 43 coletivos destruídos.

    Mais:

    OAB: Ação da PM em manifestação no Rio representa 'grave atentado' à Constituição (VÍDEO)
    Polícia descobre rota do tráfico de armas pesadas do Paraguai para o Rio
    Plano usa inteligência contra o tráfico e as facções
    PF desarticula quadrilha que fazia tráfico internacional de pessoas
    Chanceler russo: tráfico de drogas representa parte leonina das receitas de terroristas
    Tags:
    Polícia Rodoviária Federal do Brasil, Força Nacional, Ministério da Justiça, General Santos Cruz, Osmar Serraglio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar