11:04 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Protesto da greve geral em São Paulo, em 28 de fevereiro de 2017

    Manifestantes se encaminham para casa de Temer e polícia dispersa ato com bombas

    © REUTERS/ Nacho Doce
    Brasil
    URL curta
    32171
    Nos siga no

    Manifestação da greve geral nesta sexta-feira (28) seguiu em direção à casa do presidente Michel Temer em São Paulo, onde encontrou cordão policial protegendo a residência.

    ​Nas proximidades da residência paulista de Temer, policiais fizeram um cerco à casa, enquanto manifestantes ameaçavam romper cordão de isolamento. Posteriormente, a polícia lançou bombas de gás e spray de pimenta para dispersar ato. 

    O presidente se encontra em Brasília com a sua família. 

    Anteriormente, o presidente Michel Temer havia criticado o bloqueio de vias por conta dos protestos da paralisação. Ele também lamentou os incidentes de violência no Rio de Janeiro. 

    Milhões de trabalhadores aderiram à greve geral comvocada para esta sexta-feira (28) em todo o país, prometendo a maior paralização dos últimos anos no Brasil. Manifestações de apoio à greve acontecem em todos os estados do país contra as reformas trabalhista e da Previdência. 

    Mais:

    'Recado foi dado a Temer', diz líder do MTST sobre greve geral
    Greve Geral: Manifestantes e polícia entram em confronto no Rio (VÍDEOS)
    Greve Geral: Prefeito de SP diz que paralisação reúne 'vagabundos' e 'preguiçosos'
    Para CUT-RJ, nível da adesão popular é o destaque da greve geral
    Tags:
    greve geral, protestos, Michel Temer, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar