14:49 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0913
    Nos siga no

    Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Marcelo Odebrecht disse nesta segunda-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é mesmo o 'amigo' que aparece nas planilhas de propina da empreiteira investigada na operação Lava Jato.

    Partes da delação de mais de duas horas que acabaram vazando para a imprensa indicam que o empresário e presidente afastado da Odebrecht teria esclarecido todos os valores supostamente repassados a Lula, PT, Guido Mantega e Antônio Palocci, confirmado por ele como sendo o 'italiano'.  

    De acordo com o blog O Antagonista, a empresa teria dado 4 milhões de reais para o Instituto Lula, 12,4 milhões para a compra do prédio da instituição, 50 milhões para a campanha de Dilma Rousseff e 13 milhões para Lula.

    Tanto o acordo de delação premiada de Marcelo Odebrecht como o depoimento desta segunda-feira estão sob sigilo.

    Mais:

    Marcelo Odebrecht diz que Dilma sabia de doações para reeleição
    Procurador-geral pede abertura de inquérito contra 83 políticos citados pela Odebrecht
    Tags:
    Brasil, Curitiba, Marcelo Odebrecht, Lula, Antonio Palocci, Guido Mantega, Dilma Rousseff, Sérgio Moro, Odebrecht, O Antagonista, Instituto Lula, propina, corrupção
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar