02:40 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara durante audiência para esclarecer a proposta

    Comissão especial na Câmara entra na reta final de discussão da Reforma da Previdência

    Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    719

    A comissão especial da reforma da Previdência na Câmara entra nesta semana na fase final de audiências públicas antes da conclusão dos trabalhos pelo relator deputado Arthur Maia (PPS-BA).

    De acordo com presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), a previsão do calendário de trabalho da comissão é a de que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles seja o último a falar, em audiência marcada para quinta-feira (30).

    No entanto, deputados da oposição solicitaram a presença de um outro convidado para fazer um contraponto aos argumentos do governo para as mudanças na Previdência do país. O escolhido foi o professor da Unicamp, Marcio Pochmann, que vai falar na quarta-feira (29).

    Os deputados querem aproveitar a presença do ministro Meirelles para tirar todas as dúvidas sobre a reforma e já pediram ao presidente Carlos Marun que lhe repasse alguns questionamentos para que o ministro possa responder na audiência.

    O deputado Pepe Vargas (PT-RS), por exemplo, quer que Henrique Meirelles detalhe os argumentos sobre os futuros resultados da Previdência Social para explicar a necessidade da reforma.

    "Todos os técnicos que nos assessoram nos dizem o seguinte: sem a memória de cálculo não tem como replicar o modelo. Como é que nós vamos votar uma proposta que apresenta que vai ter uma explosão de gastos no futuro com um modelo de projeção de longo prazo sem transparência nenhuma?"  

    O deputado Marcos Pestana (PSDB-MG) quer explicações do governo sobre qual será a economia de gastos que terá cada medida da reforma da Previdência.

    "Seria importante que o Ministério da Fazenda trouxesse, e eu não me recordo de ter sido exposto, o impacto de ajuste esperado por cada medida principal. Isso é importante para a gente entender como que o buraco (está); a cada medida, qual é a precificação dela, qual é o ajuste." 

    Já a preocupação do deputado Major Olímpio (SD-SP) gira em torno de qual será o efeito para o setor público em relação a retirada dos servidores estaduais e municipais da reforma.

    Nesta terça-feira (28), às 14h será realizada ainda uma audiência pública para falar sobre os impactos da reforma no orlamento público, no mercado de trabalho e na economia do país. O encontro vai contar com a participação dos economistas Marcos Lisboa, presidente do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), a professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Gentil, o superintendente da Área de Planejamento e Pesquisa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fabio Giambiagi, além do Juiz Federal do 11º Juizado Especial do Rio de Janeiro, Victor Roberto de Souza, representando a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

    A reforma da Previdência já recebeu mais de 100 emendas. O relator da comissão deputado Arthur Maia, pretende colocar a proposta em votação no colegiado ainda em abril para que a votação em plenário seja concluída até maio. 


    Tags:
    reforma da previdência, esclarecimentos, audiência pública, Câmara dos Deputados, Arthur Maia, Pepe Vargas, Major Olímpio, Marcos Pestana, Henrique Meirelles, Marcio Pochmann, Carlos Marun, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik