15:00 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Henrique Meirelles e Pezão prometem plano de recuperação fiscal para quarta (11)

    Meirelles e Pezão vão apresentar a Temer plano de recuperação fiscal do Rio

    Reprodução
    Brasil
    URL curta
    503
    Nos siga no

    O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e o Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão discutiram nesta segunda-feira (9) a crise financeira no estado. Meirelles e Pezão organizam um plano de recuperação fiscal do Rio para ser apresentado na quarta-feira (11) ao presidente Michel Temer.

    Segundo Meirelles, o plano visa resolver de maneira definitiva o problema fiscal do Rio, que perdeu com a queda de receitas oriundas do petróleo.

    Os detalhes sobre o pacote de Pezão, no entanto, não foram informados, pois de acordo com o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles o plano não está pronto e as medidas serão discutidas até esta terça-feira (10). Porém, Meirelles ressaltou que o pacote de austeridade já apresentado pelo governo do Rio à Assembleia Legislativa para combater a crise e as ações de contrapartida do pacote de recuperação fiscal dos estados apresentado pelo governo federal ao Congresso Nacional vão servir de base. 

    Se aprovado pelo presidente Michel Temer, o plano para o Rio será levado em seguida para homologação do Supremo Tribunal Federal.

    "Nós começamos a conversar sobre em primeiro lugar a definição de um cronograma de trabalho, e em segundo lugar o início já das discussões sobre o plano de recuperação fiscal para o Rio de Janeiro. A ideia é que até o final do dia de amanhã (10), em Brasília, o Ministério da Fazenda e o Governo do Rio definam o escopo do plano da recuperação fiscal do Rio de Janeiro e isto seja apresentado a partir de quarta-feira (11) ao Presidente da República, aprovado pelo Presidente, nós levaríamos isso para a homologação pelo Supremo Tribunal Federal em seguida."

    Através do plano para o Rio, o objetivo é diminuir o déficit fiscal do estado com a União que já está em cerca de R$ 7 bilhões em 2017. Mesmo renegociando esta dívida, o déficit não acaba, já que a previsão de débito do estado para este ano é em torno de R$ 20 bilhões, porém, já será o primeiro passo para começar a resolver os problemas financeiros que o Rio enfrenta desde o início da gestão de Pezão.

    Tags:
    déficit, plano, recuperação fiscal, Governo Federal, Luiz Fernando Pezão, Henrique Meirelles, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar